Pular para o conteúdo

Ola pessoas, estamos aqui com nosso terceiro podcast e ainda com o tema fotografia. Hoje, um assunto muito bacana para quem está começando na fotografia e até para quem já está na estada há algum tempo: Gerenciamento de cores para fotógrafos.

Vejam se vocês já tiveram a seguinte experiência. Você fez uma foto que gostou muito, editou em casa e deixou ela perfeita. Mandou esse arquivo para impressão e quando ele chegou você ficou decepcionado por conta da qualidade das cores. Esse problema é muito comum, mas é resolvido com  um bom gerenciamento de cores. Vejam nesse podcast o que fazer e onde você está errando.

Lembrando que o objetivo é estar aqui toda semana com um episódio diferente e não somente sobre fotografia. Vamos falar de música, séries, quadrinhos e quase tudo envolvendo o mundo nerd.

Coisas citadas no episódio

Como sempre, sugestões de temas, dúvidas e puxões de orelha, você pode enviar para o e-mail gilson@meiobit.com.

Olá pessoas, tudo bem. Olha só isso caindo aqui sem aviso. Semana passada decidi começar a produzir um podcast para meu site de fotografia. Coisa bem crua. Estou começando agora e ainda estou aprendendo as manhas da edição de áudio. Então, depois de pensar muito, achei que misturar o podcast com o site de fotografia não iria combinar muito, além do fato de querer falar de outras coisas além de fotografia. Então achei que o blog seria mais interessante para ser o local de moradia para essa nova empreitada.

O podcast de hoje, que agora se chama Sons da Gruta, é o segundo e o tema é voltado para meus alunos de fotografia. Todo mundo sabe que o algoritmo do Facebook deu uma nova endurecida para com as páginas comerciais em 2018 e se você quiser continuar aparecendo com suas postagens será necessário pagar para o tio Zuck. Então, a melhor maneira de manter um marketing digital bacana é a integração entre facebook, site/blog e Instagram. No programa de hoje estou falando o básico para montar um blog de fotografia e se livrar das amarras do facebook (pelo menos parcialmente).

Nesse programa você vai aprender que existem opções gratuitas e pagas, que o Google é seu pastor e nada lhe faltará e que o importante é saber escrever.

Duração de 37 minutos. É só clicar no play.


Links citados no post:

Gostou do programa?Continue seguindo o site. Toda segunda feira um episódio diferente para vocês. Semana que vem a gente continua esse papo e falamos da integração de site, facebook e instagram para fotógrafos.

Dúvidas, sugestões e correções podem ser enviadas para o e-mail gilson@meiobit.com. Aproveite nossos cursos de fotografia, tanto introdução quanto avançados,  comece a fotografar hoje mesmo. Aulas presenciais e por Skype. Clique aqui e fique sabendo mais.

Sim, os mestres do Heavy Metal estão de volta. Sinceramente, não sou o fã de carteirinha do Judas Priest. Muita coisa que eles fizeram eu não gosto, mas tenho alguns álbuns da banda como preferidos aqui na estante. Não podemos deixar de citar Painkiller (disco que moldou o caráter de uma geração) e o  British Steel que possui a música Breaking the Law, uma composição quase perfeita.

Porém, nem tudo são flores para a banda. Eles acabaram sofrendo do mesmo problema do Iron Maiden. Em um dado momento o vocalista ficou de saco cheio e saiu da banda. O Judas encontrou um novo frontman (Tim "Ripper" Owens), que era bacana, mas não segurou o rojão junto aos fãs. Já Robb Halford começou sua carreira solo com uma banda muito parecida com o Judas e depois enveredou por muitas bizarrices musicais. Logo ficou claro para as duas partes que ninguém iria ganhar dinheiro como antes e decidiram voltar a tocar juntos com aquela velha história de que a música falou mais alto.

Depois disso lançaram um disco que parecia ser o retorno da banda nos trilhos (Angel of Retribution em 2005) e dois outros álbuns que ficaram um pouco abaixo do que a galera estava esperando (Nostradamus em 2008 e Redeemer of Souls em 2017). Agora eles estão prestes a lançar um novo disco chamado Firepower e algo parece ter mudado, ou simplesmente voltado ao que era. Provavelmente alguém deu um toque para eles que a coisa estava degringolando e que era necessário uma volta às raízes para garantir o dinheiro dos boletos.

Então nos chega agora o clipe da música Lightning Strike onde podemos ver o Judas Priest em sua velha forma. Vejo aqui uma sonoridade anterior ao Painkiller, antes da influência da música americana. Puro e velho Heavy Metal Britânico. O disco chega às lojas no dia 9 de março e mal posso esperar para ouvir todas as faixas. Preparem-se para as guitarras rasgadas de Glenn Tipton e Richie Faulkner, a bateria ensandecida de Scott Travis, o baixo raivoso de Ian Hill e a voz do Deus (ou Deusa) do Metal  Rob Halford.