Pular para o conteúdo

Comprando equipamentos fotográficos usados – um pequeno guia

Câmeras fotográficas usadas. Um bom tema para esse texto. Alguns anos atrás eu decidi abandonar a marca Canon (que me acompanhou nos últimos 20 anos) e abraçar a marca Nikon. Foi uma decisão baseada em comodidade. Minha esposa, que também é fotógrafa, utilizava Nikon e, trabalhando com a mesma marca, seria mais interessante do ponto de vista do investimento. Porém, o pior aconteceu. Não consegui me adaptar com o novo equipamento. Principalmente com o nível de ruido mais alto e a velocidade de foco automático mais lento (sim, muito mais lento).

Então, agora, me resta vender tudo e comprar novamente câmeras Canon. Mas, não da para comprar tudo novo nesse momento de transição. Então resta o bom e velho equipamento usado. Mas, como comprar equipamentos usados de uma maneira segura? Aqui vai um pequeno guia sobre como comprar câmeras e lentes usadas de maneira mais segura.

Onde comprar?

Eu gosto muito de comprar pelo Mercado Livre por conta da segurança. O site se responsabiliza por vários fatores interessantes, como o envio seguro da mercadoria e uma política de devolução muito bacana. O legal é que o site oferece a opção de parcelamento da compra com cartão de crédito (com juros) e  não cobra comissão da venda de artigos usados.  Já comprei e vendi muitas câmeras e lentes por lá. Procure vendedores com boas qualificações e faça muitas perguntas para não se arrepender depois da compra.

Você também pode comprar em lojas especializadas em comercialização de equipamentos fotográficos. Nos grandes centros é fácil de encontrar esses comércios. O bom de comprar em uma loja é que, mesmo sendo um equipamento usado, a loja é obrigada a dar uma pequena garantia depois da compra. Geralmente 03 ou 06 meses. Por conta da necessidade dessa garantia a câmera passa por uma pequena revisão antes de ser colocada à venda.

Existem grupos de vendas de equipamento fotográfico no Facebook e também em fóruns de fotografia. Mas, lá impera a confiança. Você primeiro tem que depositar o dinheiro para o vendedor e acreditar em sua honestidade de enviar o equipamento depois. Eu normalmente peço para o vendedor nessas categorias para colocar o equipamento no Mercado Livre e me mandar o Link. Já que não haverá cobrança de comissão na venda, não existe razão para ele negar-se a fazer isso. Todo mundo ganha.

O que observar?

Basicamente, em câmeras, observamos 3 coisas. A primeira é a quantidade de fotos que ela já fez. O obturador da câmera possui uma vida útil. Dependendo do modelo essa vida útil pode variar. Por exemplo, uma Nikon D7000 tem uma média de 100 a 150 mil disparos. Só para comparar, eu tenho uma câmera desse modelo que já passou dos 170 mil disparos. Ou seja, é uma câmera com baixo valor de venda, pois já está perto de ter que trocar o obturador (que custa R$ 930,00). Se você não conhece essa particularidade, pode comprar uma câmera perto do fim da vida útil por um preço muito elevado.

Nesse ponto, comprar uma câmera usada de um fotógrafo amador é bem diferente de comprar uma câmera de um fotógrafo profissional. Geralmente as câmeras de amadores estão mais conservadas e com poucos disparos. É possível encontrar no Mercado Livre câmeras com 6 ou 10 mil disparos. Existem vários sites e programas que fazem a contagem de disparos de uma câmera através da leitura do exif de uma imagem.

A segunda coisa é ver se a câmera não possui marcas no corpo. Arranhões e cantos lascados indicam que o equipamento pode ter sofrido quedas. A maior parte das câmeras é bem resistente quanto à quedas, mas conheço gente que já derrubou a câmera várias vezes e isso não é bom para o funcionamento do equipamento. Isso leva ao terceiro cuidado. Ao pegar a câmera na mão é só balançar ela de leve. Um equipamento com tudo certo não deve fazer barulho de nada solto dentro. Se sentir algo solto dentro da câmera é sinal de queda e que algo não está no lugar certo.

Lentes

As lentes possuem cuidados iguais de observação. Tem que ver se ela não possui marcas de quedas e se nada faz barulho dentro quando você balança o equipamento. Juntando a isso é necessário ver se a lente não tem fungos. Coloque ela contra o céu e veja através das lentes se ela não possui pontos negros. Se a lente tiver fungos a manutenção e retirada dos mesmos custa muito caro. Outro cuidado com a lente é rodar os anéis de foco e zoom e ver se eles correm suave pela lente. Se estiverem duros ou não forem precisos é sinal de que algo está errado com a lente. Se for uma lente Canon ou Nikon o motor de foco deve rodar suave e sem fazer muito ruido. Algumas lentes Sigma e Yongnuo possuem motor de foco bem barulhento normalmente.

Uma coisa que acontece muito com lentes, e às vezes com o corpo da câmera, é os anéis de borracha ficarem brancos ou começarem a descolar da lente. Isso não é um defeito. É um efeito do extremo calor que temos em algumas partes do nosso país. Esteticamente o equipamento pode não ser bonito, mas ele funciona perfeitamente. Infelizmente até lentes profissionais de alto valor sofrem com esse problema nas partes de borracha.

E, por fim, um equipamento usado pode ser adquirido por um valor muito mais camarada e render boas fotos por muito tempo. É só tomar esses pequenos cuidados na hora da compra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.